image/svg+xml image/svg+xml image/svg+xmlimage/svg+xmlimage/svg+xml O que é Taxonomia de Bloom? Comece a aplicar essa teoria hoje mesmo na criação de testes e avaliaçõesO que é Taxonomia de Bloom? Comece a aplicar essa teoria hoje mesmo na criação de testes e avaliaçõesO que é Taxonomia de Bloom? Comece a aplicar essa teoria hoje mesmo na criação de testes e avaliaçõesO que é Taxonomia de Bloom? Comece a aplicar essa teoria hoje mesmo na criação de testes e avaliaçõesO que é Taxonomia de Bloom? Comece a aplicar essa teoria hoje mesmo na criação de testes e avaliaçõesO que é Taxonomia de Bloom? Comece a aplicar essa teoria hoje mesmo na criação de testes e avaliaçõesO que é Taxonomia de Bloom? Comece a aplicar essa teoria hoje mesmo na criação de testes e avaliaçõesO que é Taxonomia de Bloom? Comece a aplicar essa teoria hoje mesmo na criação de testes e avaliações

Como você pode criar testes justos, porém desafiadores, que avaliem com precisão o conhecimento dos seus alunos? Uma maneira de fazer isso é com a ajuda da Taxonomia de Bloom. 

Neste artigo, explicaremos o que é Taxonomia de Bloom, como funciona e como você pode aproveitá-la para realizar avaliações eficazes.

O que é Taxonomia de Bloom?

A Taxonomia de Bloom é uma estrutura que ajuda a avaliar o conhecimento que os alunos obtêm por meio de cursos de e-learning, aulas EaD, webinars e sessões de treinamento ao vivo. Ao entender o que realmente é a Taxonomia de Bloom, você poderá utilizar este princípio para criar avaliações que mostram quais tópicos são de difícil compreensão para o aluno e se ele está pronto para colocar os seus novos conhecimentos em prática.

Em que se baseia a Taxonomia de Bloom e sua importância

Benjamin Bloom desenvolveu esta teoria em 1956. O conceito baseia-se na ideia de que a aprendizagem é um processo sequencial. Ele é composto por 6 níveis: conhecimento, compreensão, aplicação, análise, síntese e avaliação. Cada nível se baseia no anterior: a compreensão é impossível sem o conhecimento, a aplicação depende da compreensão e assim por diante. Por exemplo, se uma pessoa não sabe o que é um martelo, não entenderá como pregar um prego com ele.

Segundo Bloom, a avaliação do treinamento também atinge cada um destes níveis, procedendo do simples ao complexo: do conhecimento à avaliação das competências. Por exemplo, é importante verificar quão bem um vendedor aprendeu a teoria das técnicas de vendas. Se eles cometem erros em conceitos básicos, é inútil testar as suas habilidades.

Como usar a Taxonomia de Bloom na redação de testes 

Benjamin Bloom descobriu que, quando as perguntas são escritas de maneira complicada ou imprecisa, o aluno pode respondê-las incorretamente, mesmo que tenha estudado bem o material. Para evitar isso, o que a Taxonomia de Bloom sugere é o uso de verbos de ação específicos nas perguntas para cada nível de avaliação. Eles ajudam um treinador ou professor a formular uma pergunta corretamente, fornecem uma verificação de conhecimento objetiva e permitem que o aluno entenda o que se espera dele nesta tarefa.

NívelVerbosO que avaliaExemplo de exercício
ConhecimentoDefinir, descrever, nomear, identificar, selecionar, combinar, escolher a resposta correta, listar, fornecer uma definição, repetir.Este nível mostra quem aprendeu novas informações e quem não aprendeu. Também ajuda a encontrar pontos fracos no curso – onde faltam informações e detalhes.Escolha o que significa ADDIE.
CompreensãoExplicar, comparar, generalizar, encontrar, parafrasear, dar um exemplo, descrever, estimar, inferir, reescrever.Este nível ajuda a verificar se o aluno simplesmente aprendeu o material de cor ou se realmente entendeu o tópico. Também mostra se o seu curso carece de explicações e detalhes.Encontre os processos que se referem à fase de Análise do modelo ADDIE.
AplicaçãoAplicar, decidir, calcular, usar, modificar, transformar, classificar, organizar, descobrir, demonstrar, preparar, produzir, escrever.Este nível verifica se o aluno pode aplicar novos conhecimentos na prática. Também mostra se o curso carece de valor prático.Crie um exemplo de uma meta de treinamento que pode ser definida no estágio de Análise.
Análise + SínteseComparar, contrastar, separar, alterar, localizar, coletar, combinar, resumir, agrupar, combinar, coletar, configurar.As perguntas nesses níveis fazem com que o aluno vá além das instruções e descubra o que fazer por si mesmo.Combine as fases do ADDIE com o que elas abordam.
AvaliaçãoJustificar, julgar, recomendar, avaliar, relacionar, prever, argumentar, apoiar.Este nível verifica se o aluno pode apresentar uma nova solução com base em novas informações, avaliar a situação e agir de forma independente.Conclua sobre como o modelo ADDIE pode ser útil para designers instrucionais.

Os verbos de ação da Taxonomia de Bloom o ajudarão a escrever corretamente as perguntas do teste.

Quais os 6 níveis da Taxonomia de Bloom e como aplicá-los na criação de questionários

Você já deve estar tendo uma breve ideia sobre o que é Taxonomia de Bloom, mas agora é importante aprofundarmos um pouco mais nesse modelo no que diz respeito à aplicação prática nas avaliações e questionários de aulas e treinamentos.

Para avaliar o conhecimento dos alunos de forma eficaz, o que a Taxonomia de Bloom sugere é a criação de seis tipos de perguntas.

Cada tipo corresponde a um nível específico de taxonomia. Por exemplo, você pode primeiro verificar o quão bem a pessoa aprendeu o material, depois descobrir o que ela entendeu, saber que conhecimento ela pode aplicar e assim por diante.

Se o aluno responder corretamente ao primeiro tipo de perguntas, ele terá acesso às perguntas do próximo nível. Se o aluno cometer um erro, ele deve revisar o material e fazer o teste novamente.

Exemplo. Ao responder ao primeiro grupo de perguntas, João deu 4 respostas corretas de um total de 10. O objetivo principal dessas perguntas era verificar o quão bem ele havia aprendido o material do curso. Como João falhou em mais da metade das perguntas, não adianta testá-lo ainda mais e verificar suas habilidades práticas. Será melhor se o teste o enviar automaticamente para o início do curso para reciclagem ou fornecer informações adicionais sobre questões problemáticas.

Dica rápida. Você pode configurar ramificações para seus cursos e questionários com o kit de ferramentas de criação do iSpring Suite. Se o aluno responder incorretamente, ele pode ser redirecionado automaticamente para o bloco teórico.

Leia este artigo sobre cenários de ramificação para saber como você pode criar facilmente cursos e testes não lineares com o iSpring.

Taxonomia de Bloom nível 1: teste o conhecimento

O que diz a Taxonomia de Bloom. No estágio “Conhecimento”, é importante verificar o quão bem um aluno aprendeu novas informações: fatos específicos, datas e termos. Se eles souberem as respostas, você poderá testá-los ainda mais.

Como escrever perguntas para testes. Use verbos como “definir”, “descrever”, “nomear”, “selecionar”, “mostrar”, “fornecer uma definição” ou “escolher a resposta correta” porque são concretos e o aluno entende claramente o que se espera deles nestas perguntas.

Exemplos

Essa pergunta está estruturada de acordo com as regras da Taxonomia de Bloom: usamos o verbo de ação “escolher”.

Bom exemplo de Taxonomia de Bloom nível 1

A pergunta está formulada corretamente – exclui a possibilidade de um “duplo sentido”. A estrutura da pergunta não deixa margem para dúvidas: há apenas uma resposta correta.

A questão abaixo não foi escrita de acordo com as regras da Taxonomia de Bloom. Por causa da formulação incorreta da pergunta, o aluno ficou confuso e cometeu um erro.

Mau exemplo de Taxonomia de Bloom nível 1

O aluno escolheu a definição correta do modelo ADDIE, mas o criador do questionário pretendia obter a segunda resposta, que também está correta, então a escolha do aluno parecia ser falsa. Tais situações podem levar os alunos a perderem a motivação para aprender porque seus esforços não produziram o resultado esperado.

Taxonomia de Bloom nível 2: verifique a compreensão

O que diz a Taxonomia de Bloom. No nível “Compreensão”, um teste ajuda a verificar se o aluno pode ir além da lembrança básica e entender o significado e a correlação dos conceitos-chave. 

Como escrever perguntas para testes. Use verbos como “explicar”, “encontrar”, “definir”, “comparar”, “parafrasear” ou “generalizar”. Para responder a tais perguntas, o aluno deve não apenas conhecer os termos, mas também entender o conceito.

Exemplos

Esta questão foi escrita de acordo com as regras da Taxonomia de Bloom. Usamos o verbo de ação “encontrar”.

Bom exemplo de Taxonomia de Bloom nível 2

A formulação apropriada de uma pergunta ajuda a verificar se o aluno compreende o material, e um verbo explica o que é exigido do candidato.

A questão a seguir não foi escrita de acordo com as regras da Taxonomia de Bloom. Por causa do texto confuso, o aluno cometeu um erro.

Mau exemplo de Taxonomia de Bloom nível 2

Não fica claro na pergunta o que os alunos precisam fazer. Eles não entenderam que podiam escolher várias opções e deram uma resposta parcialmente correta.

Taxonomia de Bloom nível 3: teste o conhecimento na prática

O que diz a Taxonomia de Bloom. O terceiro tipo de pergunta se concentra na Aplicação. Elas ajudam a testar a capacidade do aluno de colocar o conhecimento adquirido em ação.

Como escrever perguntas para testes. Essas perguntas devem começar com verbos como “aplicar”, “decidir”, “calcular”, “usar”, “transformar”, “mudar” ou “criar”. Elas ajudam a simular uma situação real e estimulam os alunos a mostrar que podem aplicar as informações que aprenderam.

Exemplos

A questão abaixo foi composta de acordo com as regras da Taxonomia de Bloom. Usamos o verbo de ação “criar”.

Bom exemplo de Taxonomia de Bloom nível 3

Aqui, “criar um exemplo” implica uma ação específica que o aluno precisa realizar para ganhar pontos.

A questão a seguir não foi criada de acordo com as regras da Taxonomia de Bloom. Por causa da formulação incorreta da pergunta, o aluno ficou confuso e não forneceu uma resposta satisfatória.

Mau exemplo de Taxonomia de Bloom nível 3

A tarefa está redigida incorretamente. Não está claro o que o instrutor espera ver na resposta: que tipo de metas podem ser definidas ou exemplos de metas.

Níveis 4 e 5 da Taxonomia de Bloom: veja se o aluno pode improvisar

O que diz a Taxonomia de Bloom. Em alguns casos, é impossível trabalhar seguindo estritamente um script ou instruções. Para responder a uma pergunta, o aluno precisa analisar uma situação. Essa habilidade é testada nos níveis de “análise” e “síntese” da Taxonomia de Bloom.

Como escrever perguntas para testes. Use os seguintes verbos de ação: “comparar”, “contrastar”, “destacar”, “combinar”, “classificar”, “localizar”, “resumir” e “agrupar”. Essas perguntas levam o aluno a encontrar sua própria solução, em vez de procurar respostas prontas.

Exemplos

A questão abaixo foi escrita de acordo com as regras da Taxonomia de Bloom. Usamos o verbo de ação “combinar”.

Bom exemplo de Taxonomia de Bloom nível 4

A questão está formulada corretamente: fez com que o aluno tomasse ações claras. Nos níveis de “análise” e “síntese”, o aluno precisa extrair as informações necessárias dos materiais de aprendizagem e construir conexões lógicas por conta própria.

Esta questão não foi escrita de acordo com as regras da Taxonomia de Bloom. Por causa de palavras inadequadas, o aluno ficou confuso e cometeu um erro.

Mau exemplo de Taxonomia de Bloom nível 4

Esta questão é semelhante à anterior, mas o aluno não conseguiu lidar com ela de forma eficaz, talvez por causa da redação inadequada. A pergunta não explica o que exatamente precisa ser feito para marcar pontos.

Taxonomia de Bloom nível 6: verifique se o aluno pode tomar decisões

O que diz a Taxonomia de Bloom. No nível de “avaliação”, você precisa verificar se o aluno está suficientemente imerso no tópico e pode tomar decisões com base nas novas informações. Se você vai avaliar as habilidades de gerenciamento, esse tipo de pergunta é obrigatório.

Como escrever perguntas para testes. Essas perguntas devem começar com “concluir”, “provar”, “justificar”, “julgar”, “verificar”, “avaliar” e “recomendar”. Nesse nível, é essencial usar perguntas do tipo “redação”. Desta forma, o aluno não terá nenhuma pista para seguir – ele só poderá confiar em seus próprios conhecimentos e habilidades.

Exemplos

A questão abaixo foi formulada de acordo com as regras da Taxonomia de Bloom. Usamos o verbo de ação “Concluir”.

Bom exemplo de Taxonomia de Bloom nível 6

As perguntas de nível “avaliação” normalmente não têm respostas certas ou erradas. No entanto, a maneira como o aluno responde permitirá que você saiba como ele pode avaliar uma situação e apresentar novas soluções. Tais perguntas visam fazer com que uma pessoa expresse sua opinião sobre um assunto.

Esta questão não foi escrita de acordo com as regras da Taxonomia de Bloom. Por causa de palavras inadequadas, o aluno ficou confuso e cometeu um erro.

Mau exemplo de Taxonomia de Bloom nível 6

Esta questão não está induzindo raciocínio. O aluno pode dar uma resposta correta, mas não mostra o problema em si, porque a formulação da pergunta não exige isso.

Conclusões

  • Agora que você já sabe exatamente o que é Taxonomia de Bloom, vamos tirar o máximo proveito dessa teoria na prática? Para isso, é muito importante certificar-se de que as perguntas do seu teste cobrem todos os 6 níveis, desde conhecimento, compreensão e aplicação até análise, síntese e avaliação. Dessa forma, você poderá verificar o conhecimento e as habilidades do aluno de forma eficaz.
  • Esses níveis ajudarão você a avaliar a profundidade do conhecimento de seus alunos. Se um aluno não conseguir lidar com um determinado tipo de pergunta, peça que revise o material e faça o teste novamente.

Ao dominar o que compõe a Taxonomia de Bloom, você está 100% apto a formular avaliações muito mais eficazes. E, para tanto, é extremamente importante que você consiga criar cursos e testes com cenários de ramificação. Isso pode ser facilmente feito com o kit de ferramentas de criação do iSpring Suite. Basta fazer o download de uma avaliação gratuita de 14 dias e começar a criar imediatamente cursos e avaliações de e-learning envolventes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

iSpring Suite
Use iSpring Suite e Taxonomia de Bloom para avaliações ainda mais eficazes
Saber mais
 

Comece a criar cursos online de forma rápida e fácil